segunda-feira, 3 de julho de 2006

Uva crispa


Este arbusto, que frutificou pela primeira vez este ano , deu origem a um fruto, que para minha admiração não é nada ácido.

Trata-se da Ribes uva-crispa L. da família das Grossulariaceae. Aqui devia ser um ponto final mas existe uma guerra entre taxionomistas para saber em que família colocar o género Ribes, a Royal Horticultural Society em Londres, em parte resolveu o problema, classifica o género Ribes na família Grossulariaceae/Saxifragaceae.

Em relação à variedade existe outro problema, esta árvore saiu de brinde na compra duma cerejeira e a etiqueta dizia var. Hinnomaki red, não sei se esta é realmente uma variedade ou apenas um cultivar.

Embora a sua origem seja do norte da Itália, os gregos e os romanos parecem ter ignorado este fruto do género Ribes, a primeira referência escrita em Inglaterra aparece em 1275.

Intitulei o post com uva crispa, à falta de um nome vulgar, já ouvi também a classificação de groselha espim, embora o sabor lembre mais uma mistura de uvas com medronhos do que o sabor das groselhas, que são bem ácidas. Outro nome para este fruto é uva rugosa, não sei se rugosa é a tradução latina de crispa.

Ou seja se calhar ainda não devia colocar este post.espero ajuda...

Mais duas pequenas histórias, Em Inglaterra a resposta tradicional dos pais das crianças inglesas à pergunta “donde vêm os bebes? " é "under a gooseberry bush".

Em Inglaterra eram e são tradicionais os concursos para atribuir um prémio para o maior fruto e o mais saboroso, o que levou a que muitos horticultores desenvolvessem muitas variedades. Existe um testemunho, em poema, de Joy Harris que começa assim:

This is the tale of a Cheshire lad

And what a glorious life he had

By far his greatest claim to fame

Was a record gooseberry to his name

Fruit, na illustraded history, Peter Blackburne-Maze, 2002 CoBear Productions (UK)

Arbustros Silvestres e de Jardim – Bruno P. Kremer – Circulo dos Leitores 1998


6 comentários:

zecadanau disse...

Só para deixar um @bração após o meu regresso de uma ausência mais ou menos breve.

Zeca da Nau

bart disse...

Nice picture

Alex a Resmungona disse...

Olá "Amador"...
Gostei muito de ler o blog, mas considero que está um pouco incompleto...será que podes desvendar o local onde esta "uva Crispa" está plantada? Tenho alguma curiosidade em perceber se esta espécie se desenvolve em Portugal e se for este o caso, em que parte do território...
Fico à espera de uma resposta...

Anónimo disse...

Em francês designa-se por groseiller a maquereau, qualquer coisa como groselheira espinhosa. Isto apesar de existir um cultvar sem espinhos - o Spin free. Mas existem vários cultivares. O website www.pommiers.com possui uma breve descrição de vários deles. Tb ha um biveiro britânico que possui uma descrição mais pormenorizada de vários cultivares que vendem. David david_f78@hotmail.com

Anónimo disse...

O nome vulgar é uva-espim.

Anónimo disse...

Também já vi designado por uva-espim o berberis.
Como a uva-crispa não é comum em portugal, talvez não haja uma designação generalizada.