quarta-feira, 19 de abril de 2017

Amora negra

As Amoras negras (Morus nigra, L.) estão quase boas para começar a comer.
As soroses, nome dado a este tipo de fruto, ainda estão muito ácidas, mas a cor já promete.São muito ricas em vitamina C .

Amora Negra
Refrão:
Minha amora negra, minha flor silvestre
Toda a gente soube que um beijo me deste.
Um beijo é desejo a ninguém se nega
Minha flor silvestre minha amora negra.

Eu vi-te de manhãzinha
Pela tarde te falei.
O que dissemos à noite
O que dissemos à noite
A ninguém o contarei.

Refrão

Peço a Deus que me leve
Para longe esta afeição.
Tudo nasce e tudo morre
Tudo nasce e tudo morre
Só este amor é que não.
Refrão
 Adélia Pedrosa canta "Moda da Amora Negra", de Resende Dias e José Guimarães

sábado, 15 de abril de 2017

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Tempo quente em Portugal continental

IPMA 12/4/2017 


O período 1 a 11 de abril 2017 caracterizou-se por valores altos da temperatura máxima, muito superiores aos valores normais para este mês.
No período de 1 a 11 de abril, em Portugal Continental, os valores médios da temperatura máxima, média e mínima do ar foram de 23.9°C, 15.9°C e 7.9°C, respetivamente. A estes valores corresponderam anomalias de +5.7°C, +2.7°C e -0.2°C relativamente aos valores médios no período 1971-2000. Em particular, os valores de temperatura máxima estiveram persistentemente muito acima do normal desde o dia 2.
O dia 11 foi o mais quente, com o valor de 18.9°C de temperatura média, seguido do dia 10, com 18.6°C. Relativamente à temperatura máxima, no dia 11, o valor médio em Portugal continental foi o mais alto do período, 28.0°C, superior aos 26.7°C do dia 10. No caso da temperatura mínima o valor médio no país no dia 10 foi superior ao do dia 11, 10.2°C e 9.8°C, respetivamente.
De realçar que nos dias 10 e 11 de abril valores de temperatura máxima superiores a 25°C (dias de verão) observaram-se em cerca de 87 % do território; valores de temperatura máxima superiores a 30°C (dias quentes) registaram-se no dia 10 em 6 estações da rede do IPMA; nestes locais a temperatura mínima variou entre 6.8°C (Cabeceiras de Basto) e 9.3°C (Pinhão). No dia 11 observaram-se dias quentes em 15 estações; nestes locais a temperatura mínima variou entre 5.0°C (Coruche) e 10.5°C (Coimbra/Bencanta).
No dia 11 foi registado o maior valor da temperatura máxima, 32.5°C, em Mora e o maior valor da temperatura mínima, 15.9°C, em Portalegre. Neste dia apenas em mais 3 estações (Lisboa, Lavradio e Proença-a-Nova) os valores da temperatura mínima foram superiores a 15°C. No dia 2, em Miranda do Douro ocorreu o menor valor da temperatura mínima, -1.2°C.
Durante este período quente, destaca-se a ocorrência de uma onda de calor que abrange quase todo o território (exceção para o Algarve e alguns locais das regiões do litoral ocidental) cuja duração, a 11 de abril, varia entre 9 e 10 dias; de acordo com os valores previstos de temperatura máxima, esta onda poderá prolongar-se por mais alguns dias, em particular nas regiões do interior.
Nos últimos 7 anos verificaram-se períodos muito quentes na primeira quinzena de abril nos anos de 2011, 2014 e 2015.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Evgueni Ievtuchenko

A Metade Não Quero de Nada

A metade não quero
de nada.
Dê-me o céu todo.
Toda a terra.
Os mares e os rios, as torrentes das montanhas.
são meus. Não os divido.
Não me seduzirás a vida,
com uma parte.
Tudo por inteiro. Eu poderia com tudo.
Não quero nem parte da felicidade
nem parte da dor.
Quero sim, a metade do travesseiro
donde, emplastro a tua face
como uma pobre estrela fugaz,
brilhando no anel do teu dedo...

(1932 - 1/4/2017)

(tradução: Gilfrancisco)

sexta-feira, 31 de março de 2017

Canela


Cinnamomum zeylanicum J.Presl

E se buscando vás mercadoria
Que produze o aurífero Levante,
Canela, cravo, ardente especiaria
Ou droga salutífera e prestante;
Ou se queres luzente pedraria,
O rubi fino, o rígido diamante,
Daqui levarás tudo tão sobejo
Com que faças o fim a teu desejo.


terça-feira, 28 de março de 2017

Pimenta


Piper nigrum L.

Toda a estrofe 14 do canto IX

Leva alguns Malabares, que tomou
Per força, dos que o Samorim mandara
Quando os presos feitores lhe tornou;
Leva pimenta ardente, que comprara;
A seca flor de Banda não ficou;
A noz e o negro cravo, que faz clara
A nova ilha Maluco, co a canela
Com que Ceilão é rica, ilustre e bela.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Camões

Em Constância, Vila Poema, um jardim a visitar

terça-feira, 21 de março de 2017

Inverno passado

Inverno 2016/2017 Fonte (IPMA - 20 Março 20179



Salir do Porto

O inverno 2016/2017 (Dezembro, Janeiro e Fevereiro) em Portugal Continental classificou-se como normal em relação à temperatura e seco quanto à quantidade de precipitação.
A temperatura média no trimestre foi de 9.91°C, superior em +0.30°C relativamente ao normal. O valor médio da temperatura máxima, 14.86°C, foi superior ao valor normal, com uma anomalia de +1.06°C, sendo o 4º valor mais alto desde 1931. O valor médio da temperatura mínima do ar, 4.95°C, foi inferior ao valor normal, com uma anomalia de -0.48°C.
O valor médio da quantidade de precipitação no trimestre dezembro-fevereiro, 242.5 mm, foi inferior ao valor médio correspondendo a 69 % do valor normal.
De destacar no inverno de 2016/2017:
•    No dia 19 de janeiro foram ultrapassados os anteriores maiores valores absolutos da temperatura mínima do ar em estações meteorológicas automáticas com séries de cerca de 20 anos;
•    Entre 14 e 26 de janeiro observou-se uma onda de frio com duração de 6 a 12 dias, em alguns locais das regiões do Centro e litoral da região Sul;
•    Entre os dias 1 e 4 de fevereiro ocorreram valores de rajada superiores a 100 km/h em alguns locais das regiões Norte e Centro. O valor mais elevado ocorreu na estação meteorológica da Guarda às 04:20 UTC, 129.6 km/h, valor que ultrapassou o anterior máximo (129.2 Km/h em 23 de janeiro de 2009);
•    Inundações no dia 11 de fevereiro no sotavento Algarvio, e em particular no concelho de Vila Real de Santo António. Valor máximo em 1h de 57.8 mm entre as 18 e 19 UTC;
•    Queda de neve em todos os meses do trimestre sendo de realçar o dia 19 de janeiro com relatos de queda de neve fraca no sotavento algarvio (S. Brás de Alportel e Serra do Caldeirão);
•    No final de dezembro 78% do território estava em seca fraca; final de janeiro 95% do território em seca fraca e 3% em seca moderada; final de fevereiro diminuição significativa da área em seca, ficando apenas 57% do território em seca fraca.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Prima veranum



 No império romano, a contagem das estações do ano era diferente da actual.
Para os romanos existiam só duas estações, uma longa e outra curta, a curta era a que corresponde ao nosso Inverno, a longa corresponde ao que que hoje é a Primavera, Verão e Outono e tinha o nome de Verão (Veranum, se não me engano) e a Prima Vera(num)é assim o primeiro Verão.
Penso que esta é a explicação para esta passagem da Bíblia


Reparai na figueira e nas restantes árvores. Quando começam a deitar rebentos, ao vê-los, ficais a saber que o Verão está próximo.

Lucas 21,29-33.

O início da primavera em 2017 ocorre a 20 de março, às 10h29.
Esta é a hora do equinócio da primavera, ou seja, o instante exato em que começa a primavera.

Equinócio da Primavera

Entende-se por equinócio da primavera o momento em que o sol cruza o plano do equador celeste (a linha do equador terrestre que é projetada na esfera celeste). Quando este acontecimento decorre em março, ele recebe o nome de equinócio da primavera no hemisfério norte.


sexta-feira, 17 de março de 2017

Violetas

 Viola Canina L.
 
A VIOLETA MAIS BELA QUE AMANHECE
Soneto CXIX

A violeta mais bela que amanhece
No vale, por esmalte da verdura,
Com seu pálido lustre e formosura,
Por mais bela, Violante, te obedece.

Perguntas-me por quê? Porque aparece
Em ti seu nome, e sua cor mais pura;
E estudar em teu rosto só procura
Tudo quanto em beldade mais floresce.

Oh luminosa flor! Oh sol mais claro!
Único roubador de meu sentido,
Não permitas que Amor me seja avaro.

Oh penetrante seta de Cupido!
Que queres? Que te peça, por reparo,
Ser, neste vale, Enéias desta Dido?
 LUIZ VAZ DE CAMÕES
In Obras de Luíz de Camões (Vol. II), 1861
Pelo Visconde de Juromenha

NOTA:
1. ortografia atualizada

quarta-feira, 15 de março de 2017

terça-feira, 14 de março de 2017

Papoila (s)


A nossa papoila comum ou papoula (Papaver rhoeas L.) insiste em cada ano antecipar-se à data de floração, estipulada nos antigos livros, devia florir entre Abril – Maio.
Na literatura aparece com outros nomes, como papoila-das-searas, papoila-dos-cereais, papoila-ordinária, papoila-vermelha, papoila-vermelha-dos-campos.
Além dela outras papoilas são referenciadas, na literatura portuguesa e brasileira, como tal, embora algumas sem parentesco próximo, comum.
papoila-da-califórnia – globo de sol  - Eschscholtzia californica,Cham.
papoila-das-praias – papoila-pontuda -glaucia, Glaucium flavum
papoila-de duas-cores – rosa-louca, Hibiscus mutabilis
papoila-de-espinho – papoila-do-méxico -papoila-espinhosa - cardo-santo, Argemone mexicana.
papoila-de-holanda – dormideira-dos-jardins, Papaver nigrum.
papoila-do-são-francisco – cânhamo-brasileiro, Hibiscus cannabinus.
papoila pelada – Papaver somniferum.

(fonte Dicionário Houaiss).