sexta-feira, 12 de maio de 2006

"Xeixos brancos"

A história é simples, para afugentar as formigas e os pulgões, alguns agricultores tradicionais de Sendim, após a poda da videira, colocam um pedaço de quartzo branco no topo da videira.

O desenvolvimento desta história, muito bem documentada, no final, através dalgum trabalho de investigação, conclui:

Recordando o conto popular muito difundido, entre nós, da formiga que ficou com uma pata presa na neve e invoca o Sol, para a derreter, não nos parece um exagero de imaginação aceitar que a velha filosofia camponesa - uma sabedoria empírica - que, um pouco por todo o lado, se tem perdido, mas da qual se podem encontrar resquícios nos provérbios e nos contos, tenha registado que a formiga foge da neve.

Daí não ser difícil de aceitar que, no princípio da Primavera, quando rebentam as primeiras folhas da vinha, e os insectos invadem os campos, a «visão» da neve (ou a reflexão da luz imitando a neve) afaste, por condicionamento, as formigas, das cepas, onde um pedaço de quartzo brilha, como se neve fôra.

Acentue-se, porém, que este raciocínio, sem o apoio científico dado pela experimentação, e que não encontrámos expresso em nenhum dos trabalhos que consultámos, quer de Ecologia, quer de Entomologia, não passa de mera hipótese.
Modernamente, porém, sabe-se que a cor amarela atrai os Afídeos e, contrariamente, a cor branca, devido a fenómenos de reflexão da luz (comprimentos de ondas curtas) os afasta. .

3 comentários:

contradicoes disse...

Mais uma que fiquei a saber. Sobre o comentário que me deixou relaccionado
com o vulcão na Ilha de Java, lembrei-me das tradicionais queimadas
que em África se fazem e a explicação dada é para fertilizar a terra. Um abraço do Raul

Jardineira aprendiz disse...

Mas a ciência é bastante limitada, não explica tudo não é?
Achei muito interessante!

Filipe disse...

Olá Jardineira aprendiz
Embora, sendo uma história tradicional, tenhoa sensação que no campo, principalmente em processos de agricultura de subsitência, não existia tempo propriamente para "brincadeiras" e estas histórias a existir era porque havia algum resultado. eos pulgões são muitos, a causa e o efeito também pode ser caracteristico só para uma espécie, como se vê nopost a seguir