quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Oregãos


Existe hoje uma teoria, gastronomia darwinista, bastante plausível, de que o hábito de utilizar e apreciar condimentos do tipo especiarias ou ervas aromáticas terá sido transmitido genética e culturalmente, através de gerações e está relacionado com a actividade antimicrobiana da maior parte dessas substâncias. Em zonas do globo onde as condições climáticas são mais propícias ao desenvolvimento de microrganismos nos alimentos, esses condimentos terão tido um papel importante na preservação da espécie humana, evitando infecções causadoras de doença, principalmente nos tempos em que a tecnologia do frio ainda estava bem distante.
Tudo o que fazemos aos alimentos – secar, salgar, fumar, cozinhar ou adicionar certos temperos - é uma tentativa de impedir que eles sejam deteriorados pelos micróbios que connosco competem. .... Os homens sempre viveram numa luta de competição para os alimentos com os parasitas e os patogénicos e os livros de receitas são o registo escrito dessa luta.
Programa Ciência Viva - Margarida Guerreiro M. Conceição Loureiro Dias, Instituto Superior de Agronomia, Lisboa
Os orégãos (Origanum vulgare L.) da fotografia têm um papel antimicrobiano nos seguintes bactérias:
Aeromonas hydrophyla, Bacillus cereus, Bacillus subtilis, Clostridium botulinum, Listeria monocytogenes, Escherichia coli, Salmonella pullorum, Staphylococcus aureus e Streptococcus faecalis (
Paul W. Sherman. Dasrwinian Gastronomy. Junho de 1999).
Só uma nota final, leio frequentemente que se tempera com "folha de orégãos", eu normalmente utilizo só a flor e na sua fase final , as folhas quando secas tornam-se um pouco ásperas, o que leva certas pessoas a não gostarem destetempero.


8 comentários:

paulu disse...

Com a vantajem de as especiarias e ervas aromáticas terem virtudes bastante mais saborosas que as penicilinas, estreptomicinas e afins. :-)

Luciano disse...

Muito interessante.
Curiosamente ainda ontem lia acerca das propriedades bactericidas e saborosas do gengibre.

Carolina Urra B. disse...

Hello,
Excellent Blog,
Interesting Work,
Beautiful pictures,
Well, I want to invite you to that visit my blogger.

Greetings

AKA Carol J. Bowie

contradicoes disse...

Sobre este tema estou inteiramente de acordo porquanto sou um fã incondicional na utilização de ervas aromáticas na condimentação das refeições, mas para além disso no uso de alguns chás com fins terapêuticos.
Um abraço até para a semana

Ana Ramon disse...

Olá Filipe. Mais um post interessante e a satisfazer as nossas expectativas :)
Eu também só uso as flores por serem mais agradáveis de saborear nos temperos. Depois de ler este teu trabalho fiquei a pensar se será às folhas ainda verdes que se referem certas receitas. Nunca experimentei os orégãos verdes.
Um abraço

Nuno Carvalho disse...

Se temperarmos com oregãos podemos reduzir o sal que se deita na comoida, obtendo um cozinhado muito delicioso.

Ana Ramon disse...

Mas que silêncio. Estás de férias?

Andrea disse...

Gostei muito desse blog! Adicionei-o ao meu!