quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Graviola




Mais uma vítima do frio, a graviola, Annonna muricata L..

Neste ponto, da germinação já tinha falhado duas vezes com esta espécie. Desta vez fiz uma mistura em parte iguais de areia, turfa e terra argilosa com um pouco de estrume de cavalo bem curtido, o vaso esteve sempre à sombra. Germinaram bem, mas só em finais de Maio, ou seja com tempo quente.

Esta espécie não é de maneira nenhuma indicada para o nosso clima, é uma planta típica de clima tropical húmido.
O meu interesse nesta planta é tentar a enxertia na A. cherimola, que se dá bem no nosso clima, na tentativa de mlhorar os frutos, já que o
fruto esta anona tem em média três quilos, chegando a ser referidos frutos com 7 kg. É referido também, que o sabor não é tão bom como na A. cherimola, embora nunca tenha provado este fruto.
O meu lado optimista diz que os pequenos troncos ainda não estão completamente secos e a temperatura mínima começou a subir.

4 comentários:

Luciano disse...

E com a Annona cherimola? Bons sucessos ou só optimismos? ;)

Fátima Rodrigues disse...

Filipe...posso te garantir que a graviola tem um sabor espetacular... Em especial, o suco desta fruta é delicioso. Polpa branca e macia.
Me diga...qual o nome vulgar da Annona cherimola?
Abraços de além-mar.

Filipe disse...

Olá Luciano, a Annona cherimolia tenho sucesso, e aguenta-se bem, aí por cima também acho que sim , nos primeiros tempos com alguma protecção

Fátima Rodrigues disse...

Filipe, parangolé aqui no Brasil significa "conversa fiada", "conversa tola"... Mas não usamos muito esse termo - é uma gíria bem antiga, encontrada em alguns textos literários.
Abraços.